Na Câmara, Felipe Maia afirma ser uma “triste realidade” RN registrar aumento de mil homicídios em 2018

Image is not available

Em audiência com Presidente da Caixa Econômica, bancada do RN discute prejuízos de cancelamento de convênio com Neoenergia

Image is not available

Em audiência com Presidente da Caixa Econômica, bancada do RN discute prejuízos de cancelamento de convênio com Neoenergia

Image is not available

No Ministério da Saúde, Bancada potiguar solicita liberação recursos para Instituto de Medicina Tropical e Núcleo Genômica da UFRN

Image is not available
Arrow
Arrow
Slider
Terça, 24 Outubro 2017 16:49

Deputado Felipe Maia celebra liberação de recursos do MEC para as Universidades Federais

O coordenador da bancada do Rio Grande do Norte, deputado federal Felipe Maia (DEM-RN) comemorou a liberação de mais de R$ 1,2 bi para universidades e institutos federais em todo o país, anunciada, hoje (5), pelo Ministério da Educação. De acordo com o parlamentar, a liberação chegará em boa hora.

“Vejo como prioridade a educação para os brasileiros. A liberação de recursos é uma luta diária da bancada potiguar, nas últimas semanas cobramos ao Ministro da Educação a autorização urgente do pagamento e o compromisso com as instituições foi cumpirdo. Essa liberação chegou em um momento em que as instituições de ensino superior federais estão com obras paralisadas e com dificuldades em ajustar as folhas de pagamento”, explicou.

Felipe Maia destacou que o Rio Grande do Norte terá uma liberação, para todas as instituições federais, de mais de R$ 29,2 milhões para custeio, assistência estudantil e investimento.

“São recursos que, quando empenhados, vão contribuir para que o nosso estado continue na busca da excelência em educação”, enfatizou o coordenador da bancada potiguar.

Além desses recursos de autorização de empenho, o MEC liberou também recursos de limite de autorização para despesa pública (autorização de pagamento) que totalizam mais R$ 20 milhões. Esses recursos serão direcionados para os campus da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN); do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) e do Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), que receberão respectivamente: R$ 10,5 milhões, R$ 6 milhões e R$ 3,4 milhões.

“Fico feliz em saber que o compromisso assumido com os reitores estão sendo cumpridos, garantindo os recursos para custeio, investimento, retomada obras paralisadas e a assistência estudantil. É uma vitória para a educação brasileira”, ressaltou.